José Adolfo Neto, o homem das ‘mil e uma histórias’

By: Jorge Cardoso / PBR Brasil  segunda-feira, 3 de agosto de 2020 @ 11:03

Foto por Alberto Gonzaga

José Adolfo Neto é um daqueles caras que fazem a diferença aonde chega. Além da sua traia, ele carrega sempre uma boa história para contar e, na grande maioria das vezes, com muitas pitadas de humor.

Nascido em Uberaba, em Minas Gerais, demonstrou logo cedo sua paixão pela fazenda e o estilo rural. “Ia sempre com familiares para o sítio e gostava de ficar em contato com esse ambiente. Para mim era uma diversão no início. Só depois de ficar mais velho que comecei a querer ficar por lá sempre nem que fosse para ajudar em algo”, comenta.

E em uma dessas ajudas que nasceu a vontade de começar a montar em touros. “Meu tio tinha alguns touros e um amigo nosso montava em alguns. Um dia apareceram com um bezerrinho e eu resolvi experimentar. Gostei e não parei mais desde então”.

Na adolescência, ele ia para o sítio do tio ou de amigos para montar em touros, sempre, claro, fugindo da mãe, que não aceitava. “Minha mãe tinha medo de acontecer alguma coisa. Ele ficava brava quando eu falava que ia montar ao ponto de checar se as minhas calças estavam sujas de terra”, acrescenta.

Mas para fugir das broncas da mãe, José Adolfo sempre contava uma história. “Eu gosto muito de prestar atenção ao que as pessoas estão dizendo, faço amizade fácil e gosto de conversar bastante, sem contar as aventuras que a gente vai passando pela vida”, brinca.

Basta uma passada pelos fundos dos bretes que se percebe José Adolfo lá contanto uma história ou outra. Até quando termina o evento, ele é o centro das atenções.

“Eu conheço o José Neto desde que éramos pequenos. É como um irmão para mim. Sempre foi assim, cheio de histórias boas e engraçadas. E tem história o homem, hein? Do lado dele não tem tempo ruim”, comenta Pablo Assunção, também competidor da PBR Brazil.

SONHO EM SER COMPETIDOR QUASE VIRA CASO DE POLÍCIA

Marcos Menezes conhece bem as várias histórias de José Neto. Os dois são companheiros de viagens há anos, tanto em circuitos da PBR Brazil como em rodeios abertos em Minas Gerais. “Pensa em um cara bom para viajar, companheiro para toda hora. A viagem com ele fica mais alegre na ida e na volta. Ele vai o tempo todo contando os ‘causos’”.

No entanto, Menezes brinca sobre a veracidade das histórias. “Olha, tem hora que é mentira, tem hora que é verdade, mas eu vou ouvindo”, completa.

José Neto fez sua estreia na PBR Brazil em 2019 durante a etapa de Divinópolis, em Minas Gerais. Seu primeiro touro foi Traficante, da Cia Paulo Emílio, que levou a melhor na disputa. A última montaria na temporada ocorreu em Brasília, durante a disputa pelo título nacional, ao encarar o touro Marco Zero, da Cia Rancho 3 Irmãos, contabilizando 87,50 pontos.

O competidor também concorreu ao prêmio Rookie of The Year e terminou em décimo segundo lugar no ranking geral, com 707,50 pontos e um aproveitamento de 53,8%, tendo feito 26 saídas e 14 paradas (duas delas entre os cinco melhores).