Seleção Brasileira lidera Global Cup

By: Jorge Cardoso / PBR Brasil  domingo, 10 de fevereiro de 2019 @ 03:28

Andy Watson / Bullstockmedia

A noite de sábado mostrou como um time unido e focado é capaz de superar todas as expectativas. Os olhares do mundo todo estavam para o desempenho dos dois times dos Estados Unidos, os Wolves e os Eagles, durante a Global Cup 2019, realizada em Arlington, Texas. Mas quem roubou a cena foi a Seleção Brasileira.

Liderado pela segunda vez campeão mundial de 2010, Renato Nunes, o Team Brazil conseguiu superar as boas expectativas e terminou a primeira noite com certa folga em primeiro lugar, com 595,50 pontos.

Em seguida vem o time Eagles, com 350,25 pontos, depois de se recuperar também. Quem terminou em terceiro foi o time Wolves, que começou bem e era, talvez, a principal aposta da noite. A equipe acumulou 344,75 pontos.

A equipe mexicana fez a quarta melhor pontuação, totalizando 170,50 pontos. Já as equipes da Austrália e Canadá surpreenderam pelos baixos resultados, finalizando o primeiro desafio com 169,50 e 87,00 respectivamente.

 

Classificação final

Team USA Eagles - 350,25 pontos

Team USA Wolves - 344,75 pontos

Team México - 170,50 pontos

Team Austrália - 169,50 pontos

Team Canadá - 87,00 pontos

 

Competição

A Global Cup começou com as apostas nos times dos Estados Unidos, especialmente o Wolves, formado por competidores nativos. Ao Brasil, ficava a dúvida quanto à formação da equipe, já que com as regras novas, três competidores do Monster Energy PBR, principal campeonato da modalidade, deveriam estar entre os escalados — apenas João Marcelo Santos que não conseguiu visto foi substituído por João Ricardo Vieira, atuando como alternate.

O primeiro brasileiro a montar foi Cláudio Montanha Jr. O competidor tinha pela frente o touro Saint Joe, mas acabou sendo surpreendido e não obteve a pontuação. “Ele é um touro que vem na mão, mas desta vez mudou seu pulo e me complicou”, comentou.

A segunda montaria seria de Bruno Scaranello, vice-líder do campeonato brasileiro e primeira vez que monta nos Estados Unidos. A ele ficou o cargo de vencer o poderoso Swamp Wreck e assim ele fez, garantindo 87,50 pontos, a maior até aquele momento.

“Estou feliz em parar na minha primeira montaria nos Estados Unidos, ainda mais sobre um touro tão complicado. Foi bom que ajudei minha seleção”, explicou.

Marco Eguchi foi o terceiro competidor brasileiro a ir para a arena, mas o touro Milleniums Buck não deu condição de solta, fazendo com que o competidor voltasse contra Stars & Stripes, garantindo 79,00 pontos. Mesmo tendo ainda opção de mais um touro, a estratégia foi manter a nota. E ela deu certo. O AT&T Stadium parou para ver a primeira montaria do atual campeão mundial Kaique Pacheco depois da grave lesão no joelho, sofrida ano passado. E o campeão mostrou que já está recuperado ao fazer 83,50 pontos sobre o touro Taco Cat.

José Vitor Leme não foi bem na primeira montaria nessa Global Cup, não conseguindo se manter os oito segundos sobre o touro Wicked Stick. Ele voltaria para o round bônus com força total.

Fernando Novais e Eduardo Aparecido colaboraram para colocar o Brasil à frente das demais nações. Novais fez 85,00 pontos sobre Uncle Keith, enquanto Eduardo Aparecido garantiu 82,00 pontos sobre Constant Sorrow.

 

Round bônus

A decisão ficou para o round bônus, onde o Brasil precisaria pontuar para se manter à frente das demais equipes. Até aquele momento, os Estados Unidos estavam muito próximos, por poucos pontos. Eduardo Aparecido foi escolhido pelo técnico Renato Nunes para encarar o touro Uncle Gangster e garantiu 88,50 pontos.

José Vitor Leme voltou com a missão de selar o bom desempenho da seleção nesta primeira rodada, e assim o fez. Com uma montaria perfeita, suportou os oito segundos sobre Frequent flyer e cravou 90 pontos, deixando o Brasil na primeira colocação.

 

Final

Neste domingo, 10 de fevereiro, ocorrem os rounds finais, a partir das 16h45, horário de Brasília.